Mistérios

5 mistérios ainda escondidos na Antártida

A Antártida é um dos grandes continente do mundo e é composta basicamente por gelo em seus 14 milhões de quilômetros quadrados, por conta de estar envolta em gelo, muitos são os mistérios que estão escondidos por lá e, no post de hoje, mostraremos 7 mistérios que ainda podem estar escondidos na Antártida. Confira:

Na superfície

Você deve achar que a superfície é fina, mas em alguns pontos, ela chega a ter 4 quilômetros de espessura e armazena 70% da água salgada de toda a Terra, uma das maiores descobertos nesta camada foi um conjunto de lagos que influenciam na direção em que se movimentam as calotas polares.

Abaixo da superfície

Exploradores soviéticos descobriram ainda nos anos 50 uma cadeia de montanhas comparáveis ao tamanho dos Alpes, na Europa, chamada de Cordilheira de Gamburtesev, o curioso é que ela em si é um mistério, pois alguns estimam que que ela teria quase um bilhão de anos, o que é impressionante do ponto de vista geológico, já que quase nenhuma cadeia de montanhas dura tanto tempo assim. Outras pesquisas recentes apontam que a tal cordilheira é ais jovem, com cerca de 100 a 200 milhões de anos.

A vida peri-continental

Em volta do continente, existe uma vida marinha muito peculiar, tanto que alguns animais somente são encontrados lá, mas para isso, o organismo de cada um deles produz uma substância anticongelante que ainda não foi muito bem estudada.

Lagos subglaciais

Quando o calor no núcleo da Terra derrete a parte mais baixa da camada de gelo da Antártida, é criado fenômenos naturais chamados lagos subglaciais. Esse ecossistema é quase completamente desconhecido pela humanidade, e segundo alguns especialistas, esses lagos podem abrigar formas de vida nunca vistas por um humano. E é por isso que duas estações de pesquisa, uma russa e outra britânica, foram instaladas no meio do continente. As duas estações preparam projetos para coletar amostras da água desses lagos, o que deve acontecer em breve.

Formas de vida

O gelo da Antártida pode ser berço, de uma ampla variedade de microorganismos. Já se sabe que existem bactérias na superfície do continente, mas elas estão alojadas em pequenos depósitos de água que oferecem nutrientes. Amostras de gelo com 420 mil anos de idade, tiradas de profundidades superiores a 2 km, foram analisadas em laboratório por cientistas americanos. Descobriu-se que ali havia bactérias ainda vivas, o que impressionou os pesquisadores.

Comments

comments

Leave a Response

Nandy

Mineira que caiu de amores por “Sampa”, recordista de matriculas malsucedidas em academias e que acredita que o amor é sempre uma questão de escolha.