Curiosidades

7 crianças que são tratadas como deuses ao redor do mundo

Quase todas as culturas ao redor do mundo possuem divindades. Um exemplo é que na Grécia antiga, as pessoas seguiam uma religião politeísta, ou seja, acreditavam em vários deuses. Cada uma das entidades representam forças da natureza ou sentimentos humanos. Afrodite era a deusa do amor e de beleza, e Poseidon era representante dos mares.

Mesmo em dias atuais, existem sociedades que consideram pessoas com características diferentes como reencarnações de deuses. Bom, nós da Fatos Desconhecidos trouxemos para nossos leitores 7 crianças que são tratas como deuses ao redor do mundo. Confira

Samita Bajracharya

Samita Bajracharya é uma menina de 12 anos que vive no Nepal. Até recentemente, a garota era venerada por pessoas que acreditavam que ela era uma deusa encarnada. No Nepal, as meninas deusas são veneradas por hindus e budistas, que acreditam que elas são uma reencarnação da deusa hindu Durga. No entanto, deixam de ser deusas após sua primeira menstruação.

Bebê de quatro pernas e quatro braços

Na cidade de Baruipur, leste da Índia, um bebê nasceu com quatro pernas e quatro braços. O recém-nascido causou tumultos no hospital já que as pessoas creem que ele seria uma reencarnação do deus Brahma. Sua deformação se trata de um caso chamado de gêmeo parasita (quando outra criança começa a ser formada na gravidez), porém a família do menino, que o chamou de “Bebê Deus”, e centenas de indianos que estão nas portas do hospital acreditam que se trata de uma divindade.

Pranshu

Pranshu é um menino de seis anos que é considerado a reencarnação de um deus Hindu por aldeões indianos. Tudo isso se deve a porque a condição médica não identificada o deixou com uma testa alargada e olhos estreitos. Pranshu, nasceu com alguns problemas de saúde e é incapaz de andar. Os moradores acreditam que ele seja uma criança divina e uma reencarnação do deus Ganesha.

Shivanath e Shivram Sahu

Os gêmeos siameses Shivanath e Shivram Sahu foram a causa de um grande alvoroço quando nasceram na Índia. Algumas pessoas começaram a adorar eles como encarnações divinas. Eles aprenderam a fazer todas as suas tarefas diárias básicas com o mínimo de barulho, incluindo tomar banho, comer, vestir e pentear o cabelo um do outro. Eles são capazes de descer as escadas de sua casa simples de dois andares e até mesmo correr com todos os seis membros para jogar críquete e outros jogos com as crianças vizinhas.

Arshid Ali Khan

Arshid Ali Khan, de 13 anos, é adorado como um deus em seu país. O garoto nasceu com uma cauda, que é conhecido como espinha bífida, que é caracterizada pela má formação do tubo neural. De acordo com o indiano, que vive em uma cadeira de rodas, seus discípulos não deixarão de segui-lo após a cirurgia. “Os médicos podem remover a minha cauda, mas as pessoas vão continuar a acreditar em mim”, disse ele.

Trisnha Shakya

Uma menina de três anos foi eleita nova Kumari, a tradicional menina deusa viva que é venerada por hindus e budistas no país do himalaia há mais de 500 anos. A menina Trisnha Shakya foi levada entre fotógrafos e nos braços do seu pai ao Palácio Kumari Ghar de Katmandu, onde ficará reclusa pelos próximos nove anos com esporádicas saídas ao exterior em festividades religiosas.

Lali

Lali, uma menina, nasceu com um problema conhecido como duplicação craniofacial e tem dois pares de olhos, dois narizes e dois pares de lábios. Médicas afirmaram que apesar do problema da criança, a menina é saudável. Ela consegue se alimentar por qualquer uma das bocas e também respira normalmente. A garotinha virou um alvo de devoção dos vizinhos em um vilarejo perto de Délhi, na Índia.

Comments

comments

Leave a Response

Nandy
Mineira que caiu de amores por “Sampa”, recordista de matriculas malsucedidas em academias e que acredita que o amor é sempre uma questão de escolha.