Curiosidades

7 das descobertas arqueológicas mais estranhas e controversas

Viver em busca do passado para poder dar vida ao futuro não deve ser nada fácil. A arqueologia busca vestígios da humanidade e de outras espécies que já viveram sobre as nossas terras a milhares de anos atrás. Muitas descobertas importantes já foram feitas por arqueólogos no decorrer dos anos. Os achados encontrados por eles permitem que entendamos melhor algumas coisas da nossa própria história e até mesmo a do mundo em si.

Mas, de vez em quando, algumas coisas intrigantes e até mesmo suspeitas são encontradas. As vezes alguns artefatos simplesmente aparecem em lugares onde não deveriam estar, datados de um período ao qual não fazem parte e isso tudo é considerado muito suspeito para os cientistas. Fazendo com que eles sejam seletivos sobre o que acreditam ser verdadeiro ou não. Constantemente somos deparados com teorias da conspiração e esses achados foram classificados como tal pela falta de coerência apresentada por eles.

Figuras Acámbaro

O nome dado para esses artefatos se deve pelo lugar onde foram encontradas. Acámbaro é um município de Guanajuato, que fica no México. Em julho de 1944 um homem chamado Waldemar Julsrud teria acidentalmente tropeçado em uma das peças com seu cavalo e então promovido uma escavação. Foram encontradas 32.000 delas, com diferentes formatos, apenas na região de Acámbaro. Elas variam desde dinossauros até pessoas distintas, como egípcios, sumérios e caucasianos. Elas foram claramente esculpidas por humanos mas tem muita coisa estranha envolvendo elas.

De acordo com Don Patton, foram encontrados radiocarbonos nas peças que datam de 6500 a 1500 anos atrás. Apesar disso, não se tinha conhecimento sobre as espécies de dinossauro apresentadas nas figuras naquela época, além disso o seu estado estava muito bem conservado para ter passado todo esse tempo em baixo da terra. De acordo com alguns, para se ter feito cada uma dessas peças tão detalhadamente seria preciso ter coexistido com eles.

Cérebro conservado

Não é comum encontrar órgãos humanos tão bem preservado depois de tanto tempo. O que significa que, quando isso acontece, a surpresa toma conta. Pelo que tudo indica um homem teria sido decapitado e seus restos foram encontrados no Reino Unido. Ele estava submerso em uma turfa e quando seu crânio foi retirado eles se surpreenderam ao ver que o cérebro estava bem preservado. O cérebro começa a se decompor antes mesmo dos músculos e tecidos moles mas, depois de ficar submerso pela turfa, teria resistido 2.684 anos.

3 – Linhas de Nazca

O formato estranho criado por algumas linhas brancas pode ser visto em vôos aéreos sobre o sul do Peru. Ele é formado por padrões de linhas e algumas pontas arredondadas. Dizem que, se você observar bem, pode ver 70 animais e 300 formas geométricas e algumas estruturas de plantas. Não se sabe ainda porque elas foram criadas mas supõe-se que tenham sido feitas por índios de Nazca por volta e 500 a.C e 700 d.C. Sua estrutura permanece intocada a 2000 anos, o que é realmente incrível.

4 – Mapa do criador

Alexander Chuvyrov, um professor da Universidade Estadual de Bashkir, foi convidado por Vladimir Krainov para examinar uma laje que estava enterrada em seu quintal. A laje era tão pesada que demorou 1 semana para ser desenterrada. Inicialmente o achado foi intitulado como pedra Dashka, passando para Mapa do criador mais tarde. Ela tem em média 1,5 metros de altura e 1,0 metros de largura, além de 0,15 metros de espessura, pesando cerca de 1 tonelada. As gravuras apresentadas sobre ela se tratam de uma espécie de mapa tridimensional. Os mesmos são usados hoje por militares ao medir elevações e terrenos.

Ela é extremamente avançada para a época, 100 milhões de anos atrás, e ainda continha algumas inscrições não identificadas. O mapa condiz com montes urais e rios. Essa seria a prova de que existiram civilizações realmente evoluídas a milhões de anos atrás?

Exército de terracota

Já imaginou ter todo um exército de argila protegendo o seu túmulo depois de sua morte? Pois é, o exército de terracota foi descoberto em 1094 por arqueólogos da cidade de Xian. Os soldados de argila foram perfeitamente alinhados e enterrados próximo ao túmulo de Qin Shi Huang, primeiro imperador da China. Acredita-se que ele tenha sido colocado lá para protegê-lo dos perigos da pós-morte. Todo o complexo é datado de mais de 2.200 anos. Algumas armas também foram encontradas espalhadas entre os soldados.

Manuscrito Voynich

Um dos manuscritos mais misteriosos encontrados em todo o mundo até o momento. Ele foi encontrado em 1912 ao norte da Itália e sua origem e idioma são desconhecidos. Tudo indica que ele tenha sido feito no século 15 e, apesar de algumas de suas páginas estarem faltando, ele é composto por 240. O seu conteúdo vária entre astronomia, cosmologia, biologia e farmácia. Apesar de seu idioma não ser compreendido algumas imagens dão a entender que se tratava de remédios feitos com plantas e ervas. O problema é que as ilustrações não condizem com espécies conhecidas atualmente e algumas são bem raras.

Bog Bodies

Se tratando de cadáveres conservados esses podem ser os melhores exemplos desse fato. Os Bog Bodies são cadáveres encontrados em turfeiras ao noroeste da Europa. Já vimos anteriormente que as turfas podem ser ótimas para a conservarão dos corpos humanos mas esse caso é realmente chocante. Vários corpos descobertos no local datam de 8.000 a.C até o começo do período medieval, assim como Grauballe Man. Acredita-se que elas foram enterradas na turfa mas não morreram lá. Além disso, o mais estranho é que eles ainda tinham restos de sangue e estômago quando foram retirados.

Comments

comments

Leave a Response

Nandy
Mineira que caiu de amores por “Sampa”, recordista de matriculas malsucedidas em academias e que acredita que o amor é sempre uma questão de escolha.