Ciência e Tecnologia

7 formas estranhas que os seres humanos estão tentando alcançar a imortalidade

Desde os primórdios o ser humano se encontrou em um dilema: Como evitar a morte? Afinal, a única certeza quando uma pessoa nasce é que ela vai morrer. A imortalidade é o termo usado de viver para sempre. Não morrer ou não ser sujeito à morte tem sido um grande objetivo para a humanidade.

Atualmente, não se sabe exatamente se a imortalidade física humana é uma condição possível. Formas biológicas tem seus limites, que podem ou não ser capaz de serem superadas através de procedimentos ou técnicas médicas. Alguns cientistas, filósofos, e futurólogos, defende começaram a defender essa condição.

Congelamento criogênico

Essa é uma forma bastante retratados em filmes que é ter seu corpo congelado, com a esperança de que no futuro, a humanidade tenha conseguido a habilidade de ressuscitar pessoas congeladas. Bom, a criopreservação funciona mantendo o sangue bombeando ao redor do corpo depois de morrer, e em seguida, injetando-lhe produtos químicos que impedirão que seu cérebro, sangue e outros componentes internos importantes sejam danificados quando seu corpo é colocado no congelador a -130 ° C.

Vinho tinto

Muitas pessoas fantasiam sobre a possibilidade de atrasar a velhice bebendo vinho tinto. Recentemente, foram encontradas evidências de que talvez isso poderia prolongar nessa expectativa de vida. Cientistas descobriram que um composto na casca das uvas de vinho tinto, o resveratrol, era capaz de prolongar a vida útil das células de levedura em cerca de 70%.

Fome

Alguns estudos realizados ao longo do último século mostram que a inclinação da fome poderia ser a chave para uma vida longa. Tais estudos foram feitos em insetos, ratos e camundongos. Os animais seus recebiam 10 a 40% menos de comida do que o normal. Em todo caso, os indivíduos que comiam menos viveram vidas mais longas e saudáveis.

Solo da ilha de Páscoa

No solo da mística Ilha de Páscoa foi encontrado um produto químicos produzido por bactérias que se tornou extremamente usado em transplantes de órgãos e no tratamento de certos tipos de câncer. Pesquisas mais recentes sobre a rapamicina descobriram que também poderia ser o composto mais eficaz ainda para retardar o processo de envelhecimento.

Evitar estresse

Um projeto de 80 anos de Lewis Terman para determinar as coisas que tem maior efeito na vida de uma pessoa. Ele monitoraram 1.500 pessoas ao longo do século 20, estudando seus empregos, dietas, animais e outros inúmeros fatores para procurar algum efeito para a longevidade. Um das conclusões mais intrigantes foi que deixar o estresse de lado pode fazer você ter uma vida mais longa.

Genética Tweaking

Desde muito tempo atrás, cientistas procuram as formas mais naturais possíveis de viver uma vida longa e saudável. O poder da modificação genética parece um dos melhores caminhos para isso. Até 2012 já havia muitos experimentos realizados em embriões de animais, alterando o seu material genético para que envelhecessem mais devagar.

Analgésicos

Imortalidade

Cientistas da Universidade Texas A & M nos Estados Unidos realizaram testes com analgésicos e descobriram que eles estendem a vida útil média das moscas e vermes. Mas não vá começar a tomar analgésicos adoidados. O ibuprofeno tomado em grandes doses pode causar sangramento gastrointestinal, e é muito cedo para dizer que os seus efeitos podem prolongar a vida de seres tão grandes como os seres humanos.

Comments

comments

Leave a Response

Nandy
Mineira que caiu de amores por “Sampa”, recordista de matriculas malsucedidas em academias e que acredita que o amor é sempre uma questão de escolha.