Curiosidades

7 fortes indícios que sustentam a existência de Deus

A crença religiosa é extremamente forte em nosso mundo. Existem muitas questões inexplicáveis cujo a maioria usa a fé como principal justificava. A busca por um significado maior além dos terrestres é o que mais mantem a crença das pessoas. É um sentir diferente que muitos cientistas e descrentes simplesmente não conseguem entender ou explicar. Para mostrar o quão grande é a influência do poder divino sobre as pessoas uma pesquisa foi promovida pela BBC a fim de descobrir a porcentagem de pessoas crentes no mundo.

A pesquisa foi realizada em dez países e mostrou que 92% das pessoas acreditam em um poder maior, em uma divindade, independente de qual seja ela. Esse número realmente alto mostra como a sua influência continua presente mesmo depois de tantos anos. Na tentativa de classificar os países que mais creem em um ser superior a empresa Ipsos promoveu uma outra pesquisa em 23 países para identificá-los. O estudo mostrou que o Brasil é o 3º país mais crente entre os analisados. Chegando a ter 84% de toda a sua população compartilhando algum tipo de crença divina. Agora, para aqueles que precisam de provas mais concretas além da fé para crer, aqui vão alguns provas de sua existência.

A ordem explicável

Um professor de filosofia da Universidade de Oxford chamado Richard Swinburne fez uma descoberta especialmente questionável para os relados da ciência. Ao analisar a estrutura fina do Universo ele descobriu que a matéria inicial e as leis da natureza tiveram que sofrer grandes alterações e adquirir enormes características especiais para proporcionar a evolução da vida. De acordo com ele essa é uma prova de que uma força divina e criacional existe e que interveio nesse processo.

Coincidências impossíveis

Existem quatro bases na física. Elas são: a interação nuclear forte, a interação nuclear fraca, o eletromagnetismo e a gravidade. Essas forças interagem entre si através de uma energia perfeita. Qualquer minúscula alteração nela, mesmo que pareça insignificante, impossibilitaria a existência de qualquer matéria e do próprio Cosmo. Para alguns cientistas não existe coincidência e portanto essa seria uma forte indicação de que uma força superior fez com que ela fosse possível.

Experiência de quase morte

Um doutor chamado Steven Laureys que estuda as experiências de quase morte teve um de seus relatos publicados pela CNN. De acordo com ele os pacientes que passam por situações de quase morte ou voltam a vida apresentam características similares. Ele explica que essas pessoas voltam diferente. Se sentem mais motivadas e felizes, perdendo até o medo da morte. Para ele essa é uma indicação de que existe algo a mais após a vida terrestre. O que também significa que um Deus está por trás disso.

Equilíbrio cósmico

Existe um equilíbrio difícil de se explicar pela a ciência. Este se trata da relação da gravidade e do eletromagnetismo. De acordo com o matemático Freeman Dysonmuitos acidentes físicos e astrológicos aconteceram antes para que a nossa existência fosse possível. Todas elas caminharam até o dia de hoje e caso qualquer coisinha fosse diferente nosso mundo não seria o mesmo, e talvez nem existisse. A sequencia de fatores faz com que ele acredite que esta é uma grande prova de que existe algo superior. Ela teria sido responsável por encaminhar todas essas questões até a nossa chegada.

Tempo zero

Ainda hoje a teoria mais aceita sobre o surgimento do universo é a do Big Bang. A explosão teria feito com que tudo que possuímos hoje fosse possível. Suas comprovações e sustentações são inúmeras e muitos fatores indicam que realmente a explosão corresponderia ao nosso “marco zero”. O problema é que o que aconteceu antes desse período não pode ser explicado nem mesmo estudado. Não se sabe o que teria sido responsável pelas primeiras criações que possibilitaram que o fator acontecesse. Para muitos isso é um indício de que existia algo muito mais forte anteriormente que foi responsável pelo desenrolar das coisas até o momento exato em que ocorreu o Big Bang.

A crença como prova de sua existência

Descartes é um famoso filósofo da história. Todos já estudaram ou ouviram falar dele em algum momento da vida. Suas palavras rondaram o mundo e sua importância é inquestionável. Em um de seus momentos de esclarecimento ele afirma que só o fato de imaginarmos a existência de um Deus já prova que ele existe. O ser humano não consegue imaginar algo que não tenha tido contato anteriormente. Se te pedirem para imaginar como seria um animal em outro planeta você provavelmente irá imaginar uma junção maluca entre os que já conhecemos na terra.

Essa ideia é inata na maioria dos seres humanos. O conceito de Deus existe desde que o homem é homem. Para Descartes essa é a prova de que a ideia foi colocada em nós por algo superior, ou seja Deus. Se for parar para analisar os descrentes só perdem a sua fé em Deus em vida, independente do motivo. Mas a ideia sempre esteve presente.

A inteligência que coexiste com o universo

De acordo com Sir Alfred Hoyle, um renomado astrofísico, a vida não poderia ter surgido devido um simples acaso. Ele afirma que o carbono, presente em todos os seres vivos, tem um nível de ressonância energética única que torna capaz a junção entre os núcleos de átomos de hélio e berílio. O oxigênio também contem um  nível específico de ressonância que juntos mantem um equilíbrio. Para ele essas questões perfeitamente moldadas não poderiam ser apenas uma feliz coincidência. Por esse motivo ele afirma que uma força maior tem regido o universo mesmo antes de seu surgimento.

Comments

comments

Leave a Response

Nandy
Mineira que caiu de amores por “Sampa”, recordista de matriculas malsucedidas em academias e que acredita que o amor é sempre uma questão de escolha.