Bizarro

7 rituais macabros já realizados para comemorar o Halloween

O Halloween faz parte das festividades mais aguardadas nos Estados Unidos. Provavelmente você já deve ter visto algum filme que abordasse o tema, geralmente com crianças que saem batendo na porta de seus vizinhos perguntando “doces ou travessuras?”. Popularmente conhecido por nós como Dia das Bruxas, nada mais é do que um dia dedicado para cultuar os mortos.

Até pouco tempo não era algo tão difundido em nosso país, mas a cada ano que se passa é um evento que ganha mais força, até mesmo por sua questão comercial. Por outro lado, é algo bastante lembrado em várias partes do mundo desde a era medieval. Inúmeros rituais macabros eram realizados durante as primeiras festividades ao Halloween (na época, conhecido como “Samhain”) realizadas na história.

Surgimento dos mortos

Muitos povos acreditavam que durante o Halloween as portas de um mundo sobrenatural que abrigava o mundo dos mortos. Neste dia, as almas dos entes queridos sairiam vagando pelo mundo dos vivos em busca de algo. E alguns lugares, as pessoas pareciam ter piedade dos mortos e deixavam  comida na porta de casa para alimentar suas almas penadas, enquanto outros deixavam a porta aberta. Alguns chegavam a preparar um lugar para que os mortos descansassem.

Bom, nem todos os mortos agiam de forma pacífica. Segundo uma lenda da Irlanda, assim que o portal dos mortos era aberto, emergia uma criatura nomeada de Aileenm, que poderia queimar toda a cidade se ficasse enfurecida. Em alguns lugares, as pessoas passavam o Halloween trancadas dentro de casa com medo desse espírito ruim.

Espíritos que preveem o futuro

Durante o Hallloween as pessoas costumavam invocar espíritos na esperança de que eles pudessem lhes contar sobre o futuro. Queriam saber se a prosperidade ou o infortúnio os aguardava. Era algo chamado de feitiçaria. Existiam várias formas de invocação, dentre elas, uma que consistia em meninos que deveriam ir até um celeiro e jogar milho no chão 3 vezes. Depois da terceira vez, um espírito passaria pelo local e tomaria a forma de adulta dos garotos que estivessem ali.

Fadas sequestradoras

Existia a lenda de que no Halloween fadas sairiam de seu mundo e andariam em direção à terra dos mortais. Pode parecer um belo momento mágico e parecido com o filme da Tinker Bell, mas era bem o contrário. Essas fadas eram monstros assustadores, lideradas pelo Rei dos Mortos. Elas cavalgariam com um exército de cães infernais em meio a nuvens tempestuosas, na intenção de fazer os recém-mortos se juntarem a eles. O pior de tudo na lenda, é que nada os impedia de fazer com que um recém-morto fosse usado naquele exato momento. Muitas famílias ficavam trancadas dentro de casa com medo do grupo de terror.

Criaturas da caverna

Oweynagat, também chamada de “a caverna dos gatos”, sem dúvida já foi considerado um dos lugares mais perigosos durante o Halloween. Segundo o que dizem as lendas, a Rainha das Fadas (ou mãe terra, de acordo com variações da lenda) teria parado neste local depois de ver todas suas criaturas vivas. Então teria adotado a caverna como sua morada. O terrível na história é que o local teria sido habitado também por espíritos malignos.

Durante o período medieval, muitas pessoas relatavam sobre o avistamento de criaturas macabras saindo de dentro da caverna. Durante o Halloween, muitos alegavam que gatos demoníacos saíam de dentro para atacar as pessoas das cidades.

Pessoas bebiam muito

Na era medieval, o Halloween marcou uma das últimas grandes safras que aconteceriam antes do inverno. Os grãos de cevada seriam completamente perdidos, visto que não haviam local para armazenamento. Como resultado, as pessoas da época bebiam bastante bebidas alcoólicas. Durante o dia das Bruxas, as pessoas passaram ficavam extremamente bêbadas. Isso ficou tão marcado que todas as histórias irlandesas antigas que mencionavam a embriaguez, se passavam durante o Halloween.

Pessoas vestidas como os mortos

Assim como o Halloween de hoje em dia, na era medieval as pessoas também costumavam se vestir como os mortos, no entanto, era algo muito mais bizarro. Elas pintavam o rosto na cor preta e cobriam o restante do corpo com palha. Desta forma, acreditavam que os espíritos vagantes os confundiriam com outros espíritos. Outros ainda matavam animais e utilizavam sua pele. Geralmente, quando você escutava o grito agonizante dos porcos, era sinal de que as festividades de Halloween tinham acabado de começar.

Sacrifício de crianças

Durante as primeiras festividades de Halloween, o sacrifício infantil era algo bastante comum. As lendas irlandesas contam que os deuses  exigiam esse tipo de sacrifício durante o festival. Supostamente, as pessoas deveriam abrir mão de um terço de todos os seus bens no início do inverno, incluindo os filhos. De acordo com a lenda, existia um lugar chamado de Mag Slecht, próprio para sacrificar as crianças.

Comments

comments

Leave a Response

Nandy

Mineira que caiu de amores por “Sampa”, recordista de matriculas malsucedidas em academias e que acredita que o amor é sempre uma questão de escolha.