Curiosidades

8 pistas para se identificar um psicopata

A psicopatia foi descrita pela primeira vez em 1941, por um psiquiatra chamado Hervey M. Cleckley, do Medical College da Geórgia. O médico americano descreveu a psicopatia como um conjunto de comportamento e traços de personalidade específicos. Bom, mas você sabe quais são as características que fazem uma pessoa ser um psicopata?

Nós resolvemos listar uma série de características que podem ser normais para qualquer pessoa, mas que são típicas de pessoas psicopatas. Será que você é um o conhece alguém que seja?

A primeira impressão é que eles são charmosos

Sabe aquela pessoa que te conquista no primeiro olhar? É claro que pode ser amor a primeira vista, mas também pode ser um psicopata. O “charme falso” é uma das ferramentas mais importantes que um psicopata tem a disposição. Eles tentam se concentrar apenas em uma pessoa. Por isso, psicopatas não se distraem e focam totalmente, digamos assim, em um alvo. Como se uma pessoa fosse a presa e ele o predador, esperando para dar o bote.

Existe um caso de um cientista e seu assistente que estavam estudando um psicopata. Ao entrevistar o psicopata, o assistente disse o seguinte: “Em me sentei e peguei minha prancheta, a primeira coisa que ele me disse foi que eu tinha belos olhos. Ele conseguiu fazer alguns elogios sobre minha aparência durante a entrevista, e quando menos percebi, eu estava me sentindo muito bonito. Sou uma pessoa cautelosa, especialmente no trabalho.”

E também são egocêntricos

Psicopatas costumam ser extremamente egocêntricos e narcisistas. Eles não se importam com as outras pessoas, até porque, psicopatas acham que o mundo gira em torno deles. Sendo egoístas e auto-centrados, eles também são incapazes de amar seus amigos ou conhecidos, e até mesmo seus parceiros, pais e até os próprios filhos.

Mas, como citamos no item anterior, eles podem ser simpáticos e charmosos. As vezes eles vão fingir que amam as pessoas a sua volta, mas isso depende dos objetivos a serem alcançados.

Irresponsáveis

Os psicopatas, por incrível que pareça, são extremamente irresponsáveis. Eles sempre culparão outras pessoas por coisas que foram causadas por suas próprias ações. As vezes eles podem mentir e manipular você, até convencê-lo de que eles não são os responsáveis. Caso não dê para jogar a culpa em outra pessoa, eles admitem que erraram, mas não vão se arrepender de suas ações e não vão deixar de culpa outras pessoas no futuro.

As vezes os psicopatas eles até assumem o erro, mas essa ação é, na verdade, uma forma de manipulação, como se fossem um sacrifício. Quando eles querem, aceitam a culpa até do que não fizeram, obrigando você a ser agradecido a ele.

Psicopatas não tem medo

Sim, os psicopatas podem demonstrar falta de emoções, culpa e até vergonha. Mas também podem ter ausência de medo. Pesquisas revelaram que quando pessoas normais são submetidas a situações que eles sabem que algo vai doer, como choque elétrico, por exemplo, uma rede cerebral é ativada. Isso dá uma resposta de condutância da pele que resulta na atividade da glândula sudorípara. Em psicopatas, essa mesma rede cerebral não é ativada. Além disso, a pele dos psicopatas também não apresentava resposta de condutância.

Um psicopata uma vez disse que realmente não entende o medo. Ele declarou o seguinte: “Quando eu roubo um banco, reparo que as pessoas do caixa ficam morrendo de medo. Elas me passam o dinheiro. Devem ficar loucas por dentro, mas não sei por quê.”

Mentiras constantes

Os psicopatas mentem muito bem. As vezes eles mentem para conseguir algo, e não tem vergonha quando alguém descobre que eles estão mentindo. Eles simplesmente mudam a história, deixando as pessoas mais confusas ainda. Muitos deles parecem ter orgulho da capacidade de enganar os outros. Um psicopata uma vez disse que mente para ganhar a confiança das pessoas. Ele afirmou que contava segredos falsos para as pessoas para ganhar a confiança, e uma vez que a pessoa confiava, ele pedia favores. Sinistro ou não!?

Eles podem ser muito prestativos

O psicopata Jacob Wells revelou os traços que fazem uma pessoa psicopata. De acordo com Wells, uma delas é extrema generosidade. Eles se oferecem para fazerem grandes favores para as pessoas. Wells declarou o seguinte: Eu ganho a confiança total fazendo ou oferecendo para fazer grandes favores que ninguém mais faria.”

Obviamente, os psicopatas não fazem favores por pura bondade. Eles buscam maneiras de controlar alguém. Quando chegar o momento deles precisarem de algo, tudo que eles terão que fazer é te lembrar do grande favor que eles fizeram para você.

Às vezes eles se contradizem

Pessoas assim são extremamente inconsistentes. Eles se contradizem o tempo todo. Até as opiniões mudam com muita frequência. Por exemplo, um dia um psicopata pode ser de esquerda, no outro, de extrema direita, desprezando e ofendendo a esquerda.

Esse comportamento inconsistente pode também pode ser visto na forma como eles agem com você. Um dia eles podem ser extremamente carinhosos e atenciosos. Um dia depois, eles fica arrogantes e insensíveis, deixando você confuso e pensando no que estão acontecendo.

Perdem a cabeça facilmente

Os psicopatas perdem a cabeça facilmente. Ao contrário das pessoas normais, quando isultadas, por exemplo, os psicopatas não conseguem controlar o comportamento. As pessoas normais conseguem segurar a raiva, os psicopatas não possuem esse poder.

A maioria deles não tem muito humor. Por isso, qualquer crítica resultará em uma grande confusão. Eles podem gritar, ameaçar, e muitas vezes até partir para a violência. Porém, essa explosão não dura muito tempo, e eles voltam a ser pessoas tranquilas, como se nada tivesse acontecido.

Comments

comments

Leave a Response

Nandy

Mineira que caiu de amores por “Sampa”, recordista de matriculas malsucedidas em academias e que acredita que o amor é sempre uma questão de escolha.