As 10 frutas mais estranhas que você já viu

por Nandy 26 fev 2016 - 23h 12
1.015 visualizações

Está certo que aqui no Brasil temos uma grande variedade de frutas, mas mesmo assim existem algumas delas que não são tão conhecidas, tanto que ao vê-las, você perceberá que elas são um tanto quanto estranhas e esquisitas. Confira a seguir algumas delas:

Rambutan

Rambutan

Esta fruta da Indonésia é muito conhecida no sudeste da Ásia, mas aqui pelo ocidente ela é muito pouco conhecida.

Ackee

Ackee

Original do oeste africano, o ackee foi levado para a Jamaica através do comércio de escravos, onde atingiu também as ilhas caribenhas e se tornou um componente importante para sua culinária.

Mão de Buda

Mão de buda

Também conhecido como citrão de dedos, esta fruta asiática é utilizada para se fazer perfume, remédios e até mesmo rituais.

Durian

Durian

O que esta fruta possui de saborosa, ela possui de cheiro ruim, tanto que ela foi proibida em diversos transportes públicos e estabelecimentos asiáticos.

Sapoti

Sapoti

As árvores dessa fruta são muito sensíveis para temperaturas congelantes e morrem rapidamente, felizmente, as ilhas caribenhas lhes dão o ambiente perfeito para que elas deem frutos realmente doces.

Physalis

Physalis

Este fruto das Américas é uma mistura de tomate no aspecto e de morango no gosto.

Salak

Salak

Conhecida também como fruta da cobra pelo aspecto de sua casca, ela é encontrada em Java e Sumatra.

Akebia

Akebia

Esta fruta invadiu os EUA, mas o akebia é originária do Japão, onde era colhida em diversas colinas.

Mangostão

Mangostão

Uma fruta muito suculenta com uma textura delicada que é cultivada há milhares de anos no sudeste da Ásia.

Pandanus

Pandanus

Esta fruta é uma das mais multifuncionais da lista, tanto que, além de ser utilizada como uma grande fonte de nutrição na Micronésia, ela pode ser usada também como fio dental!

Siga nas redes:

Facebook: Nandy Martins

Instagram: @nandy_martins

Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com o autor clicando aqui!
Comentários
Logo @AcreditaNisso