Chegou a hora dos humanos ressuscitarem? A biotecnologia diz que sim

por Nandy 06 maio 2016 - 00h 24
157 visualizações

A Bioquark, Inc, empresa de biotecnologia sediada na Filadélfia, EUA, está muito próxima de realizar experimentos que visem à reanimação de 20 seres humanos depois de ser autorizada pelo Conselho de Ética e Revisão Institucional dos Institutos nacionais de Saúde dos Estados Unidos da Índia para dar prosseguimento à pesquisa no hospital indiano Anupam.

Mas calma, antes de tudo, não pense que o experimento será realizado com qualquer corpo, ainda não há tecnologia – ou “magia” – para isso, por ora, o que o projeto ReAnima pretende fazer é reviver corpos que tiveram morte cerebral, mas que foram mantidos através de suportes vitais, células tronco, estimulação de nervos e outros tratamentos.

Segundo o CEO da Bioquark, Dr. Ira Pastor, os resultados são esperados entre os primeiros dois a três meses, em suas palavras, “Isto representa o primeiro julgamento desse tipo e é mais um passo para uma eventual reversão da morte em nossa vida. Para realizar uma iniciativa tão complexa, estamos combinando ferramentas da medicina regenerativa biológica com outros dispositivos médicos existentes normalmente utilizados para a estimulação do sistema nervoso central, em pacientes com doenças graves de consciência”.

Estudos alheios já comprovaram que após a morte ainda existem algumas atividades elétricas ainda perduram, juntamente com o fluxo sanguíneo, após a morte cerebral, entretanto, isso não seria suficiente para manter o corpo ativo de uma maneira normal, e é aí que entra a Bioquark, tentando reanimar os mortos de uma maneira que não sabemos se dará certo ou não. Quem sabe ela não se torne a Umbrella Corporation da vida real?

ressuscitar humanos

Siga nas redes:

Facebook: Nandy Martins

Instagram: @nandy_martins

Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com o autor clicando aqui!
Comentários
Logo @AcreditaNisso