Nas mãos de quem está o futuro do Brasil?

por Nandy 18 abr 2016 - 02h 07
557 visualizações

O Brasil já passou por inúmeras crises, mas hoje, em 17 de abril de 2016, a crise política pode mudar de rumo. Antes de tudo, gostaria de esclarecer que serei o mais imparcial possível, e mostrar a você comBrasilo será o futuro de nosso país.

Antes de tudo, a crise política não irá parar por aí, ainda existem diversos processos a serem concluídos e muitas falcatruas para serem desmascaradas, e não pense você que existe sequer um partido que seja santo, pelo contrário, neste país que tem a capacidade de se tornar um gigante das Américas não somente em tamanho, mas também em poder, não existe nenhum partido que esteja limpo. Por falar nisso, você sabia que o Brasil é mundialmente conhecido por sua corrupção? Enfim, para um dia finalmente extinguir essa corrupção, quem teremos de mudar? Os políticos ou nós mesmos?

Voltando ao Impeachment da Presidente Dilma, temos de lidar com os fatos: o Brasil perdeu grande espaço no mercado econômico mundial e, querendo ou não, o partido que se encontrava na presidência é responsável por isso, afinal, as diretrizes para coordenar o país, seja da forma que for, parte dessa presidência. Mas e hoje? O que acontece com a remoção de Dilma do poder? Teremos novas eleições? Quem será eleito?

Pois bem, ainda teremos outros processos para serem resolvidos: depois da sessão de hoje, o Senado ficou autorizado a julgar a Presidente, com o acompanhamento de metade dos 81 senadores, o que está previsto para ocorrer em meados de Maio. Caso o Senado decida à continuação do Impeachment, somente então Dilma seria afastada, por 180 dias, para esperar por seu julgamento e 20 dias, inclusos nos 180, para preparar sua defesa, enquanto que seu vice, Michel Temer (PMDB) assume o cargo de Chefe Geral da Nação. Além disso, enquanto estiver afastada, Dilma irá receber metade de seu salário, que atualmente está em R$30.934, Não sei se você se lembra, mas já teve deputado por aí dizendo que é impossível viver com um salário de 12 mil reais…

A partir daí, o Senado possui 180 dias para julgar a Presidente Dilma, mas não é necessário utilizar todos eles, isso dependerá de vários fatores, caso o Senado decida por seu Impeachment, a qual necessita de dois terços dos votos dos senadores, Dilma será afastada, e se torna inelegível por oito anos, deixando o cargo para Temer caso contrário, ela será absolvida e volta a exercer o cargo de Presidente da República, com salário íntegro.

Não sei se você se lembra, mas na década de 90, o Brasil já aplicou um Impeachment, o qual está previsto na Constituição e, portanto, não pode ser intitulado de golpe – o qual é aplicado de maneira não-constitucional – contra o Presidente Collor, o qual foi deposto, mas que depois de ter cumprido seu “exílio” político de 8 anos, foi reeleito e hoje está novamente no governo.

Brasil

Tendo isso em vista, não adianta aplicar o Impeachment e quase uma década depois repetir os mesmos erros, é por isso que precisamos, independente do partido e das convicções políticas, lutar pelo que é certo, não se esqueçam que os deputados, os senadores, o/a Presidente e o Vice-Presidente somente estão onde estão porque nós os elegemos, nós demos poder a eles, e nós podemos tirá-los também.

Por um Brasil melhor, não se esconda, mostre sua cara e lute pelo que é certo. Você só tem a ganhar com isso.

 

Siga nas redes:

Facebook: Nandy Martins

Instagram: @nandy_martins

Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com o autor clicando aqui!
Comentários
Logo @AcreditaNisso