Os hábitos de higiene mais nojentos de antigamente

por Nandy 22 dez 2015 - 17h 27
845 visualizações

Antigamente, os hábitos higiênicos não eram nada agradáveis, tanto que por conta disso muitas pessoas adoeciam e acabavam falecendo, hoje, já é difícil ficar um dia sem tomar banho, escovar os dentes, etc., pois bem, lá nos tempos de reis e rainhas e do Império romano, as coisas eram muito diferentes e nojentas. Confira:

 

Em Roma, defecar e urinar era algo feito a céu aberto

Esse é o verdadeiro banheiro público, como se já não bastasse ter a possibilidade de ter alguém a seu lado, o banheiro ainda tinha capacidade para cinquenta pessoas e uma drenagem horrível.

Piolhos por toda parte

Até o final do século XIX, os piolhos infestavam o couro cabeludo de muitas pessoas, principalmente aqueles que gostavam de usar o “ninho de piolhos” da época, a peruca.

Clarear roupas brancas com urina

Como a urina contém amônio, ela serve para clarear roupas brancas, naquela época, era comum deixa a roupa de molho para remover manchas, como descobriram isso? Não sabemos, mas ainda bem que criaram diversos produtos químicos que nos ajudam com a limpeza.

Banheiro móvel

Não parece tão nojento assim, mas ele servia como um penico que ficava abaixo ou ao lado da cama, caso você tivesse alguma necessidade à noite.

Transplante dentário

Sim, havia a possibilidade de se trocar um dente podre por outro, mas a única fonte desses novos dentes eram cadáveres de pessoas sadias que haviam morrido em algum combate, só para lembrar, não se conhecia muito sobre odontologia, para falar a verdade, quase nada, a não ser que para remover um dente era necessário um alicate…

Siga nas redes:

Facebook: Nandy Martins

Instagram: @nandy_martins

Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com o autor clicando aqui!
Comentários
Logo @AcreditaNisso