A que ponto chegamos?

por Nandy 10 jun 2016 - 22h 48
4.450 visualizações

O que você pensa do mundo em que vive? Ao responder essa pergunta, muitos pensam nas diversas maravilhas que o homem já criou, como os enormes avanços tecnológicos e medicinais, para não citar os inúmeros outros existentes, mas é aí que muitos se esquecem das coisas ruins que o ser humano já fez para o mundo de hoje, é por isso que, no post de hoje, mostraremos a que ponto a humanidade chegou. Confira:

Poluição

poluição

Existem diversos tipos de poluição: sonora, do ar, da água… O problema é que toda essa poluição acaba afetando a todos e não somente o ser humano. Para você ter ideia, a foto abaixo é do rio Amarelo, na Mongólia, onde é praticamente impossível de se respirar sem o uso de máscaras.

Desmatamento

 Você pode pensar que isso só ocorre aqui no Brasil, muito pelo contrário, ele ocorre em todo o mundo e o que é pior, muitos países já perderam quase toda a sua vegetação natural, restando menos de 10% do que havia há muitos anos.

Fome e pobreza

fome

Enquanto muitos conseguem ter as três refeições diárias todos os dias, muitos raramente encontram comida para uma única garfada, tanto que existem alguns povos da África que bebem sangue de animais, no desespero de conseguir alguma fonte de alimentação.

Violência

violencia

Certamente, você ficou sabendo caso do estupro coletivo que ocorreu há pouco, sem falar dos inúmeros assassinatos que ocorrem por dia, dos assaltos e por aí vai.

Corrupção

corrupção ponto

Para piorar, ainda existe a corrupção… todos a conhecem e certamente já a praticaram, e não estou falando de roubar milhões de reais, mas sim de pegar o troco errado, furar a fila e por aí vai, o curioso é que se não existisse a corrupção, problemas como fome, pobreza, violência e muitos outros seriam bem menores e não teríamos imagens como as que vimos neste post.

Siga nas redes:

Facebook: Nandy Martins

Instagram: @nandy_martins

Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com o autor clicando aqui!
Comentários
Logo @AcreditaNisso