Curiosidades

Técnica para controlar os sonhos é finalmente testada

O sonho lúcido é o termo dado ao estado que o sonhador está ciente de que está sonhando e tem algum controle sobre seu progresso. O sonho lúcido já foi considerado um mito, e a ciência através de experimentos pode comprovar que eles são realmente possíveis. No entanto, seus estudos requerem equipamentos muito avançados.

Uma técnica de indução ao sonho lúcido foi testada de forma independente pela primeira vez na Universidade de Adelaide, na Austrália. E ela pode ser ainda mais eficaz se for associada a outras técnicas. Mas estudos anteriores resultaram em baixas taxas de sucesso. Uma equipe liderada por Denholm Aspy conseguiu combinar algumas dessas técnicas para melhorar seus resultados.

O experimento foi conduzido com três grupos, que testaram três técnicas diferentes. A primeira foi chamada de “teste de realidade”. Ela consiste em checar várias vezes se a pessoa está ou não sonhando. Seu objetivo é manter seu cérebro consciente de que não se trata de um sonho, para que dessa forma ele possa realizar o mesmo procedimento, de forma automática, durante os sonhos.

A segunda técnica consiste em acordar após cinco horas de sonho, ficar acordado por um certo tempo, depois voltar a dormir. Assim, atingindo o estado REM novamente, que é quando os sonhos acontecem. A terceira técnica é uma variação da segunda. A diferença está no momento em que o sonhador desperta. Ele deve tentar se lembrar do que estava sonhando. E, antes de voltar a dormir, repetir a frase: “A próxima vez que eu sonhar, eu vou lembrar do sonho.”

“A terceira técnica funciona no que chamamos de “memória prospectiva, que é a capacidade de lembrar de fazer coisas no futuro. Repetir a frase de que você irá lembrar que está sonhando forma uma intenção na sua mente que lhe fará de fato se lembrar enquanto estiver sonhando” explicou Aspy.

O experimento

169 voluntários participaram do experimento. 49 deles passaram pelos 3 métodos. 53% deles conseguiram ter ao menos um sonho lúcido em uma semana. Entre aqueles que dormiram dentro de cinco minutos após completar a terceira etapa, os sonhos lúcidos aconteceram em 46% das tentativas.

Aproximadamente 55% das pessoas têm um sonho lúcido em algum momento de sua vida. Mas, para a grande maioria das pessoas, isso é um momento raro. Aspy passou a se interessar por eles depois de experienciar um quando criança. Ele ainda teria mudado o objeto de estudo de seu doutorado após ter tido um sonho do tipo na noite anterior ao início dele.

O objetivo dos pesquisadores vão além da pura curiosidade das pessoas a respeito dos sonhos. Através desse tipo de sonho, a ciência espera curar traumas, pesadelos recorrentes, controlar comportamentos não saudáveis e melhorar habilidades.

Comments

comments

Leave a Response

Nandy
Mineira que caiu de amores por “Sampa”, recordista de matriculas malsucedidas em academias e que acredita que o amor é sempre uma questão de escolha.