Curiosidades

Você sabia que as cócegas eram usadas como método de tortura na Antiguidade?

Antes de mais nada precisamos explicar para vocês o que são e porque sentimos as cócegas. Para os desinformados, as cócegas nada mais são do que respostas rápidas que o nosso corpo dá para situações de perigos. São reações de pânico que o homem adquiriu para se defender. Curioso, não?

Mais curioso que isso é o fato de que ninguém consegue fazer cócegas em si mesmo. Nosso cérebro prevê os nossos próprios movimentos, por isso fazer cócegas em nós mesmos não prova a sensação de perigo ou pânico. Quando alguém nos toca, mesmo a gente sabendo que seremos tocados, o corpo reage, tornando-o tenso.

Mas e você, costuma sentir muitas cócegas? Bom, para muitas pessoas isso pode ser uma das piores coisas da vida, algumas até chorar de tanto rir. Na antiguidade eles usaram essa ação para algo terrível, que é o que vamos explicar para vocês nessa matéria.

Uso bizarro das cócegas na antiguidade

Quando estamos sentindo cócegas, temos a sensação de estarmos presos e sendo atacados por algo que não podemos controlar. Até queremos escapar, mas ficamos impossibilitados. Hoje essa prática pode até ser vista como inocente, mas antigamente as coisas eram bem diferentes.

E se a gente te contasse que as cócegas eram usadas como métodos de tortura pelos povos antigos, você acreditaria? A expressão “tortura chinesa” é conhecida como algo extremamente implacável. A tortura por cócegas data da antiga China Imperial. O método era usado como castigo habitual devido a simplicidade e de não precisar de nenhum mecanismo especial para fazê-la.

O mais estranho é que o excesso de cócegas pode matar uma pessoa. Rir excessivamente pode causar parada cardíaca e, além disso, fazer cócegas em uma pessoa por muito tempo pode causar morte por acidente vascular cerebral.

Outro método de tortura chinesa muito conhecido é o de deixar por várias horas uma gota de água pingando na testa de uma pessoa. A dor vai ficando cada vez maior e insuportável. Bom, mas esse já é um assunto para outra matéria.

Comments

comments

Leave a Response

Nandy
Mineira que caiu de amores por “Sampa”, recordista de matriculas malsucedidas em academias e que acredita que o amor é sempre uma questão de escolha.