Você sabia que pode ser viciado em algo e nem saber disso?

por Nandy 09 jun 2016 - 00h 48
1.005 visualizações

Você é viciado em alguma coisa? Sim? Não? Tem certeza? Você já deve ter reparado em diversas pessoas e identificado algumas como viciadas em álcool, heroína, cocaína e outras drogas, mas aqui vai duas novidades para você: sabia que qualquer coisa pode causar vícios – e não estamos falando apenas de substâncias químicas – e que você pode ser viciado e nem ao menos saber disso? Pois bem, é por isso que, no post de hoje, nós mostraremos algumas coisas que você pode fazer para descobrir algum vício que você possa ter, não esquecendo que algum tipo de prazer deve estar envolvido. Confira:

Tempo dedicado

tempo perdido

Repare se você está gastando muito tempo com alguma atividade ou substância, se isso estiver ocupando boa parte de seu tempo, é bom já desconfiar.

Investimento financeiro

dinheiro

Verifique quanto de seu dinheiro você já investiu em algo, e ainda se foi um custo não-programado, já que isso demonstra a impulsividade causada pelo vício na tentativa de se sentir prazer.

Isolamento

isolamento

Você deixa de sair com os amigos só para ficar fazendo alguma coisa que seja só sua? Fique atento!

Uso incontrolado e aumento do uso

abuso

Uma característica própria do vício é que a cada dia ele exige um uso maior de uma substância ou então um tempo maior gasto para se ter a mesma sensação de prazer. Isso ocorre porque sempre essas coisas liberam um hormônio chamado de dopamina, responsável pelo prazer, que, quando liberado demasiadamente acaba literalmente viciando o organismo, exigindo assim uma maior quantidade do hormônio para se ter a mesma sensação de antes.

Abstinência

abstinencia

Tente abster-se por um tempo e perceba se como você fica. Se você não sentir nada, menos mal, mas se por acaso você se sentir ansioso e preocupado com quando poderá voltar a usar a substância ou então realizar a atividade, de uma maneira que isso atrapalhe o seu cotidiano, está na hora de rever algumas coisas.

Siga nas redes:

Facebook: Nandy Martins

Instagram: @nandy_martins

Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com o autor clicando aqui!
Comentários
Logo @AcreditaNisso