Curiosidades

Distúrbio do sono: 7 motivos que podem te impedir de descansar

Publicidade

Você tem dificuldade para dormir durante a noite? Ou então, sofre com o sono excessivo durante o dia e não consegue realizar suas tarefas como deveria? Você pode estar sofrendo com algum distúrbio do sono, condições que prejudicam a qualidade de vida pois não permitem que o corpo descanse completamente.

A seguir, você vai conhecer 7 distúrbios que podem estar atrapalhando o seu sono e com isso, atrapalham a sua rotina.

Publicidade

Além disso, você vai saber o que fazer para tratar esses problemas e voltar a ter boas noites de sono. Boa leitura!

Distúrbio do sono: tipos que você precisa conhecer

A dificuldade para dormir à noite pode estar ligada a um distúrbio do sono, condições que por algum motivo, te impedem de ter uma noite relaxante e dormir com facilidade.

Confira quais são os principais:

Insônia

A insônia é provavelmente o distúrbio do sono mais conhecido e também o mais comum entre a população com dificuldade para dormir.

PUBLICIDADE
Publicidade

Esse distúrbio consiste em não conseguir pegar no sono com facilidade, acordar várias vezes durante a noite, acordar muito mais cedo do que deveria ou ter aquela sensação de acordar cansado.

Quais as causas da insônia?

Existem vários motivos que podem levar a insônia, esse distúrbio pode se manifestar isoladamente sem nenhum outro sintoma, ou ser consequência de problemas como o estresse e a ansiedade.

Outro fator que implica no surgimento da insônia é o consumo de algumas substâncias como a cafeína, o álcool, tabaco, diuréticos e até mesmo remédios antidepressivos.

Além disso, a causa da insônia pode estar relacionada a maus hábitos praticados no dia a dia, como ficar no celular antes de deitar, tentar dormir em um ambiente com muita luz ou muito barulho ou até mesmo comer em excesso a noite.

Por fim, a insônia pode ser um dos sintomas de doenças como a depressão, sintoma de alteração hormonal no corpo ou ainda de alguma doença neurológica. Por isso, a importância de investigar melhor esse problema.

Como curar a insônia?

Para tratar esse problema é preciso identificar o que está causando a insônia, como os fatores mencionados acima. Depois buscar uma solução para a origem da dificuldade para dormir.

Muitas vezes, quando a insônia é isolada, o tratamento consiste em melhorar os hábitos antes de dormir, criar uma rotina do sono e priorizar atividades mais tranquilas durante a noite.

Apneia do sono

A apneia do sono, ou síndrome da apneia obstrutiva do sono, é um distúrbio causado por um problema de respiração. Ou seja, durante a noite, o fluxo respiratório é interrompido por cerca de 10 segundos, devido a um colapso das vias aéreas.

Essa síndrome é mais comum entre os homens de 40 a 50 anos ou em pessoas obesas que têm o costume de consumir álcool ou que tenham alguma alteração na boca ou no nariz.

O problema da apneia do sono é que devido a essa dificuldade para respirar, a pessoa não consegue dormir como deveria, se sentindo constantemente cansada durante o dia e com dificuldades para realizar suas tarefas.

Como tratar a apneia do sono?

Geralmente, o tratamento para apneia do sono é feito por meio do uso de máscaras de oxigênio adaptáveis, chamadas de CPAP. Além disso, é preciso fazer alterações de hábitos que implicam no problema, como perder peso e parar de fumar.

Para algumas pessoas pode ser indicado a realização de cirurgias, quando o tempo de interrupção da respiração pode ser muito prejudicial à saúde. A cirurgia consiste na correção das vias aéreas.

Antes, é preciso consultar um médico nos planos de saúde Nossa Saúde em Curitiba ou marcar pelo sistema único de saúde (SUS).

Sonambulismo

O sonambulismo é uma condição que causa alteração de comportamentos durante o sono, esses comportamentos são chamados de parassonias e ocorrem devido a uma ativação de regiões do cérebro em momentos inapropriados.

Embora o sonambulismo seja mais comum entre as crianças, ele pode se manifestar em qualquer idade. As atividades mais frequentes durante o sono para quem tem essa condição é caminhar ou conversar enquanto dorme.

Durante os episódios de sonambulismo pode ocorrer da pessoa acordar e voltar a dormir em seguida, geralmente, elas não costumam ter lembranças do ocorrido na manhã seguinte.

Tratamentos para sonambulismo

O sonambulismo não tem cura e geralmente não é necessário realizar tratamentos, já que os episódios costumam diminuir bastante com o crescimento da criança.

Porém, alguns médicos podem recomendar a realização de psicoterapia e demais atividades relaxantes que ajudam a controlar as crises. Além disso, alguns podem prescrever remédios para melhorar a qualidade do sono.

Síndrome das pernas inquietas

Essa síndrome trata-se de uma alteração neurológica que costuma ocorrer durante o repouso ou durante o sono e causa um desconforto nas pernas e a necessidade involuntária de movimentar as pernas.

As causas desse problema ainda não são confirmadas, porém, acredita-se que o fator genético é o principal motivo. Além disso, a condição pode piorar quando a pessoa passa por estresse ou consome substâncias como cafeína e álcool.

Esse problema faz com que a pessoa não consiga descansar corretamente durante sua noite de sono, por isso, acaba sofrendo com o cansaço e a sonolência durante o dia.

Tratamento para a síndrome das pernas inquietas

O tratamento consiste em investir em atividades que contribuam para a qualidade de sono noturno, além de evitar o consumo de bebidas estimulantes como o café e o álcool.

A prática de atividades físicas pode ser uma ótima aliada e também demais coisas que ajudam a gastar energia e relaxar para dormir melhor durante a noite. Em alguns casos, pode ser necessária a indicação de remédios dopaminérgicos.

Paralisia do sono

Na paralisia do sono, a pessoa desperta, porém não consegue se movimentar ou falar por um período de tempo. Isso acontece devido a um atraso dos músculos na sua capacidade de movimentação após a pessoa acordar.

Embora a pessoa não consiga se movimentar ou emitir fala, ela permanece consciente durante o período da crise de paralisia do sono. Aos poucos, o indivíduo vai recuperando a força muscular e sua habilidade de movimento.

Esse problema é comum em pessoas com hábitos que prejudicam o sono como excesso de telas antes de dormir, beber cafeína durante a noite e demais fatores que atrapalham a qualidade do sono.

Além disso, o estresse, a ansiedade e pessoas que estão ainda se adaptando ao fuso horário podem sofrer com a paralisia do sono.

Tratamento para paralisia do sono

A paralisia do sono não exige tratamento, pois se trata de uma condição temporária que costuma durar poucos minutos e não apresenta riscos à saúde da pessoa.

Ao sofrer com um episódio pode ser assustador, mas basta respirar fundo lembrar de movimentar os músculos e esperar que a força muscular retorne.

Em alguns casos, o médico pode recomendar remédios que ajudem na qualidade do sono, assim como é ideal criar uma rotina que favoreça dormir melhor durante a noite.

Narcolepsia

Distúrbio do sono: 7 motivos que podem te impedir de descansar
Homem com a mão na cabeça com sono

Fonte: Freepik

A narcolepsia trata-se de uma condição que provoca crises de sono repentinas, ou seja, a pessoa pode dormir em qualquer momento e em qualquer lugar sem ter a intenção de fazer isso.

Esse distúrbio do sono é crônico e prejudica a realização das atividades diárias, os ataques de sono podem acontecer várias vezes ao dia e geralmente dura alguns minutos.

Não é possível afirmar as causas desse problema, mas acredita-se que esteja relacionado a fatores genéticos ou até mesmo alguma atividade anormal do cérebro.

Tratamento para narcolepsia

Esse distúrbio do sono não tem cura, por isso como forma de tratamento o médico pode indicar alguns medicamentos antidepressivos ou estimulantes, que ajudam a pessoa a ficar mais ativa durante o dia.

Além disso, alguns hábitos podem contribuir para melhorar a qualidade de vida, como priorizar uma alimentação saudável e tirar pequenos cochilos durante o dia.

Sonolência excessiva

A sonolência excessiva durante o dia é um problema que afeta a realização de tarefas, já que a pessoa que sofre com esse distúrbio está constantemente com sono e não consegue ficar ativo ou em alerta.

Por isso, esse distúrbio pode ser perigoso para as pessoas enquanto dirigem ou realizam atividades que exigem muita atenção, como o manuseio de máquinas em fábricas.

Esse problema ocorre quando o indivíduo não consegue ter uma plena noite de sono, acordando várias vezes durante o sono ou por passar dias sem dormir.

Além disso, algumas doenças podem provocar a sonolência, como é o caso da anemia, a depressão, o hipotireoidismo e a epilepsia.

Tratamento para a sonolência excessiva

Para tratar o excesso de sono ao longo do dia, é preciso focar em hábitos e medidas que ajudem a melhorar o sono durante a noite.

Aqui já citamos várias coisas que prejudicam o sono e que por isso devem ser evitadas, como o consumo de cafeína depois do entardecer, ficar muito tempo em telas de celular e televisão ou então não ter uma rotina para dormir.

Em alguns casos, pode ser necessário que o médico recomende algum medicamento para dormir, porém isso deve ser avaliado pelo profissional de saúde.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *